Topo

Trump pagou silêncio de atriz pornô, diz jornal

13/01/2018 09h57

Advogado pessoal do magnata teria negociado suborno de 130 mil dólares para que artista não revelasse suposto relacionamento, segundo "The Wall Street Journal". Casa Branca desmente caso.O advogado pessoal do presidente Donald Trump teria negociado o pagamento de 130 mil dólares a uma atriz pornô para evitar que ela levasse a público um suposto encontro sexual que teria tido com o magnata, noticiou nesta sexta-feira (12/01) o prestigiado The Wall Street Journal.

Trump conheceu Stephanie Clifford, que tem nome artístico de Stormy Daniels, em um evento de golfe em 2006 – um ano depois do casamento de Trump com sua atual esposa, Melania. De acordo com a reportagem, Clifford começou negociações com ABC News no final de 2016 para uma reportagem envolvendo uma alegada relação com Trump, mas recebeu 130 mi dólares um mês antes da eleição, desistindo de contar sua história publicamente.

Advogado de longa data de Trump, Michael Cohen teria organizado o pagamento através do advogado de Clifford, Keith Davidson, segundo a publicação.

A atriz também estava em conversações com a revista online Slate, informou o New York Times na sexta-feira. Jacob Weisberg, editor-chefe do Slate Group, disse ao Times que Clifford tinha dito a ele que teve um caso com Trump.

Em uma declaração ao The Wall Street Journal, Cohen não abordou seu papel na negociação do suposto pagamento a Clifford, mas disse que Trump nega ter tido tal relacionamento com a atriz. Clifford já havia negado ter se relacionado com Trump. Cohen também enviou ao jornal uma declaração – assinada por "Stormy Daniels" – em que a atriz nega ter sido subornada por Trump.

Na tarde de sexta-feira, a Casa Branca emitiu uma declaração chamando a reportagem do jornal de "antiga e reciclada, que já foi publicada e firmemente refutada antes da eleição".

Poucos dias antes da eleição de 2016, o Wall Street Journal publicou uma reportagem afirmando que o National Enquirer – publicação dirigida por David Pecker, fervoroso partidário de Trump – havia pagado 150 mil dólares para silenciar a ex-capa da Playboy Karen McDougal, que supostamente teve uma relação com Trump décadas antes.

MD/ap/efe

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App