Terremoto no Peru deixa dois mortos

Mais de 60 pessoas ficam feridas. Abalo com magnitude entre 6,8 e 7,1 graus na escala Richter atinge a região costeira sul do país. Em visita à área afetada, presidente peruano pede calma à população.Pelo menos duas pessoas morreram e mais de 60 ficaram feridas no terremoto que atingiu neste domingo (14/01) a região de Arequipa, no sul do Peru.

As mortes aconteceram nos distritos de Chala e Bella Unión. Foram registrados feridos na província de Caravelí e em Nazca, da região vizinha de Ica, segundo o chefe do Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci), Jorge Chávez.

O epicentro do sismo, de magnitude entre 6,8 e 7,1 graus na escala Richter, se localizou no Oceano Pacífico, a 56 quilômetros da localidade costeira de Lomas e a 48 quilômetros de profundidade, segundo o Instituto Geofísico do Peru (IGP).

O tremor teve uma intensidade de 6 na escala de Mercalli, considerada pelos especialistas como "forte".

O Instituto Geofísico do Peru (IGP) avaliou a magnitude do tremor em 6,8, enquanto o registrado pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) foi 7,1.

O chefe do Indeci acrescentou que, após o terremoto, "foi ativada toda a plataforma de gestão de riscos de desastres", já que também há áreas sem eletricidade, e ocorreram deslizamentos que bloquearam a passagem por estradas em Acarí, Caravelí e Atico.

O presidente de Peru, Pedro Pablo Kuczynski, pediu "calma e tranquilidade", durante visita à região afetada. "O governo está se ocupando dos problemas, por isso estou aqui, poucas horas depois de saber do ocorrido", afirmou o chefe de governo, ao chegar de helicóptero à localidade de Chala, na região Arequipa.

MD/efe/lusa

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos