Polícia descarta crime na morte de vocalista do Cranberries

Dolores O'Riordan, que ficou conhecida com canções como "Linger" e "Zombie", foi encontrada morta num hotel em Londres. Causa da morte ainda não foi determinada.A morte da vocalista da banda de rock irlandesa The Cranberries, Dolores O'Riordan, não está sendo tratada como crime, afirmou a polícia britânica nesta terça-feira (16/01).

O'Riordan, que ficou famosa mundo afora com canções como Linger e Zombie, foi encontrada sem vida nesta segunda-feira (15/01) num hotel em Londres. Segundo a polícia, nada indica que se trate de um crime. Um médico legista vai determinar a causa da morte.

A cantora irlandesa estava em Londres para gravar uma nova versão de Zombie com a banda de rock de Los Angeles Bad Wolves. Ela tinha 46 anos e deixa três filhos.

Dan Waite, da produtora musical Eleven Seven e amigo da cantora, disse que ela enviou uma mensagem de voz para ele na manhã de segunda-feira, dizendo que estava ansiosa para a gravação. "Ela parecia cheia de vida, estava fazendo piadas e feliz por que iria ver a mim e a minha esposa esta semana."

Com 40 milhões de discos vendidos, o grupo The Cranberries fica atrás apenas do U2 na lista das bandas de rock irlandesas que mais venderam discos.

A canção Zombie, lançada em 1994, aborda o sangrento conflito na Irlanda do Norte, conhecido em inglês como The Troubles.

Durante sua carreira, O'Riordan enfrentou dificuldades com o sucesso da banda. Ela foi catapultada à fama em 1993, quando tinha apenas 22 anos. Em 1996 abandonou uma turnê, alegando exaustão e desilusão. Mais tarde deixou sua terra natal por muitos anos para evitar estar no centro das atenções.



Repercussão

O primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, prestou homenagem à cantora. "Para qualquer um que cresceu na Irlanda na década de 90, Dolores O'Riordan foi a voz de uma geração", disse.

Em Limerick, cidade natal de O'Riordan, moradores assinaram um livro de condolências na prefeitura. "Ela alcançou muitas coisas em seus poucos anos de vida. Sua memória vai permanecer", afirmou o prefeito Stephen Keary.

O presidente da Irlanda, Michael D. Higgins declarou que a morte de O'Riordan é uma grande perda para todos que "acompanham e apoiam a música, os artistas e a arte irlandesa".

Já os membros do grupo U2, afirmaram em um tuíte que estão desconcertados com a morte da cantora.

Também no Twitter, os integrantes do The Cranberries se declararam chocados com a morte repentina de sua vocalista. "Nós estamos desolados com a morte de nossa amiga Dolores. Ela era uma talento excepcional, e nós nos sentíamos muito privilegiados por fazer parte da vida dela desde 1989, quando criamos a banda The Cranberries."

RG/ap/rtr/dpa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos