Estudo prevê déficit de 35 mil professores na Alemanha

Escassez de profissionais em escolas de ensino fundamental tende a piorar no país, alerta fundação alemã. Em 2025, número de professores formados será insuficiente para preencher todas as vagas abertas.A escassez de professores em escolas de ensino fundamental na Alemanha está prestes a piorar drasticamente nos próximos anos, alerta um estudo da fundação alemã Bertelsmann publicado nesta quarta-feira (31/01). Os especialistas preveem um déficit de 35 mil profissionais até 2025.

Nesse período, o número de professores que terão de ser contratados para atender à crescente demanda será de 105 mil educadores. As universidades, no entanto, só serão capazes de formar 70 mil profissionais nos próximos sete anos, deixando, assim, ao menos 35 mil vagas abertas.

Para chegar ao número de 105 mil profissionais, o estudo levou em conta que cerca de 60 mil professores devem se aposentar até 2025 e precisarão ser substituídos. Além disso, mais 26 mil vagas devem ser abertas para atender ao maior número de estudantes, e outras 19 mil para acompanhar o aumento no número de escolas em tempo integral, que demandam mais professores.

A escassez de professores já é um problema na Alemanha. Segundo pesquisa recente do sindicato alemão de profissionais de educação, existem hoje 2 mil vagas abertas para educadores em escolas de ensino fundamental do país. "A escassez de professores primários é dramática", alertou a presidente do sindicato, Marlis Tepe.

Embora o cenário deva se agravar nos próximos sete anos, a fundação Bertelsmann acredita que, a partir de 2026, a situação pode voltar a se normalizar, levando em conta que a população da Alemanha tende a envelhecer, e o número de estudantes primários, diminuir.

Enquanto isso, Jörg Dräger, do conselho executivo da Bertelsmann, urge as autoridades competentes a encontrar soluções rápidas para a questão. "Uma boa escola é formada por boa educação – e isso só se consegue com bons professores", declarou.

Uma das medidas sugeridas pelo estudo é a de oferecer incentivos a professores para que eles aumentem sua carga horária, uma vez que 40% dos professores alemães trabalham atualmente apenas meio período.

EK/afp/dpa/dw

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos