PUBLICIDADE
Topo

Sarkozy será julgado por corrupção e tráfico de influência

29/03/2018 16h46

Ex-presidente francês é suspeito de tentar usar sua influência para obter detalhes de inquérito sobre suposto financiamento ilegal de campanha. Em troca, político teria prometido cargo a juiz.O ex-presidente francês Nicolas Sarkozy será julgado por corrupção ativa e tráfico de influência no chamado caso das escutas, informaram nesta quinta-feira (29/03) o jornal Le Monde e agências de notícias. Trata-se de mais um revés para o político, que na semana passada foi acusado de receber milhões de euros do ex-ditador líbio Muammar Kadafi para financiar sua vitoriosa campanha eleitoral de 2007.

Segundo o Le Monde e conforme solicitado pelo Ministério Público em outubro do ano passado, também sentarão ao lado de Sarkozy no banco dos réus o seu advogado, Thierry Herzog, assim como o ex-juiz Gilbert Azibert. Os três negam irregularidades.

O processo remonta a 2014, quando Sarkozy teria tentado obter, de forma ilegal e por meio de seu advogado, informações junto de Azibert, então um alto magistrado no Tribunal de Cassação, sobre outra investigação em curso contra ele. O inquérito dizia respeito ao suposto financiamento ilegal na campanha de 2007 através de Liliane Bettencourt, herdeira do império de cosméticos L'Oréal.

Em conversas com seu advogado que foram grampeadas, Sarkozy parecia disposto a ajudar o juiz a obter um cargo em Mônaco em troca de sua influência na decisão do Supremo Tribunal sobre o caso Bettencourt.

A investigação foi concluída em 2016, mas os diversos recursos prolongaram o processo, e só agora foi assinada a decisão dos juízes de instrução. Os acusados ainda podem recorrer.

Além desse, Sarkozy também tem outo julgamento pendente pelo suposto financiamento irregular da sua campanha para as eleições presidenciais de 2012. Trata-se do chamado "Caso Bygmalion", um suposto esquema de falsificação de faturas para ocultar despesas eleitorais e burlar assim os limites legais. Segundo a acusação, com esse esquema Sarkozy teria gastado pelo menos 42,8 milhões de euros frente aos 22,5 milhões autorizados.

IP/lusa/efe/ap/afp

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App