Governador russo renuncia após incêndio que matou 64 pessoas

Aman Tuleyev vinha sendo criticado pela sua atuação após a tragédia. Shopping atingido pelo fogo foi construído ilegalmente.Aman Tuleyev, governador de Kemerovo, na Sibéria, apresentou neste domingo (01/04) sua renúncia ao presidente da Rússia, Vladimir Putin. O político vinha sendo severamente criticado pela sua atuação após um incêndio em um shopping da região, que provocou a morte de 64 pessoas – a maioria crianças.

"Considero que é a única decisão correta, pois com este fardo pesado, você não pode continuar moralmente no cargo de governador", disse Tuleyev, de 73 anos, que lidera a região desde 1997.

A renúncia de Tuleyev foi aceita prontamente pelo chefe do Kremlin, que designou como governador interino Sergey Tsiviliov, o número dois da região.

O governador siberiano pediu perdão a Putin pela tragédia e acusou a oposição de estar por trás da grande concentração que aconteceu em Kemerovo, a capital regional, para exigir sua renúncia no dia seguinte da tragédia.

O Comitê de Instrução da Rússia, que investiga o caso, estabeleceu que o shopping foi construído ilegalmente, sem as licenças de construção exigidas. O edifício foi construído em 1968 como uma fábrica de doces e chocolates, e em 2013 reaberto como um shopping.

A investigação estabeleceu que o sistema de alarme de incêndio do shopping estava desligado por vários dias e que as portas dos dois cinemas localizados no quarto andar estavam fechadas no momento do acidente.

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App



JPS/efe

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos