Roteiro de três dias em Berlim

Carlos Albuquerque

A capital alemã tem atrações suficientes para justificar uma estadia mais prolongada, mas em três dias é possível ter uma visão geral da cidade e de seus principais pontos turísticos.Conhecer a capital alemã em 72 horas pode exigir disciplina, mas como o tempo está se tornando um artigo de luxo e, para muitos, Berlim não é a única estação em sua visita à Europa, um roteiro de três dias inteiros pode dar conta das principais atrações.

1° Dia: Lugares marcantes de Berlim

Depois da Reunificação da Alemanha, em 1990, o centro de Berlim voltou a ser o bairro de Mitte. Nada melhor que começar o primeiro dia na cidade passeando a pé pela avenida Unter den Linden até a praça Pariser Platz, onde você vai se deparar com o Portão de Brandemburgo (Brandenburger Tor), um dos principais cartões-postais da capital e da Alemanha.

Bem próximo dali está o Memorial do Holocausto. Composto de mais de 2,7 mil colunas de concreto, o monumento e centro de documentação lembra a morte de milhões de judeus pelo regime nazista. Caminhando um pouco, logo se chega à praça Potsdamer Platz, região ocupada por modernos prédios de escritórios e apartamentos, cinemas, shoppings e restaurantes – um ótimo lugar para almoçar.

Uma fileira de paralelepípedos marca o lugar por onde passava o Muro de Berlim, que caiu em 1989. Seguindo esse percurso a partir da Potsdamer Platz, você chegará à Topografia do Terror (Topographie des Terrors), memorial erguido no local da antiga sede da polícia secreta nazista (Gestapo), e logo ao lado você pode visitar o Memorial do Muro de Berlim (Gedenkestätte Berliner Mauer), com um dos últimos trechos existentes do Muro. Ambos os memoriais ajudam a entender e a visualizar melhor dois capítulos marcantes da história alemã no século 20.

Completando essa aula de história, você poderá visitar pouco mais adiante o célebre posto de fronteira Checkpoint Charlie, localizado na rua Friedrichstrasse. Foi ali que tanques de guerra americanos e soviéticos se posicionaram frente a frente em 1961 – ano de construção do Muro de Berlim – prontos para atirar.

Continuando o tour na Friedrichstrasse, além de passar por lojas icônicas como as Galeries Lafayette, você chegará ao rio Spree. Dobre à esquerda e encerre o seu dia passeando pelas margens, onde não faltam bares e restaurantes ao ar livre.

2° Dia: Charme ocidental e tour de barco

Comece o seu segundo dia visitando o Palácio de Charlottenburg (Schloss Charlottenburg), no bairro de Charlottenburg-Wilmersdorf. Os jardins do edifício, construído no estilo barroco como residência de verão dos reis da Prússia, são um convite a um belo passeio.

O palácio se localiza às margens do rio Spree. Ao lado do palácio, há um ponto de embarque. Ali você pode pegar um barco que lhe leva, por exemplo, até a área governamental (Regierungsviertel), em Mitte. É bom lembrar que as rotas funcionam somente de março/abril a outubro/novembro.

Descendo próximo à Chancelaria Federal (Bundeskanzleramt), você pode ir a pé até o prédio do Reichstag, sede do Bundestag (Parlamento). Para subir na cúpula, é preciso reservar com antecedência.

O passeio continua agora na direção da antiga Berlim Ocidental. Perto do Reichstag, você pode pegar o célebre ônibus 100, que proporciona um verdadeiro tour pela cidade, passando pela Casa das Culturas do Mundo (Haus der Kulturen der Welt), Palácio Belevue, Coluna da Vitória (Siegessäule), Arquivo da Bauhaus até a estação Zoologischer Garten (Jardim Zoológico). Trata-se de um ônibus de linha com preço de passagem normal.

No antigo centro da Berlim Ocidental, você pode almoçar e visitar diversas atrações, como a Kurfürstendamm, a principal rua de compras da cidade, o Jardim Zoológico e a Igreja da Memória (Gedächtniskirche). É uma área cheia de cafés, restaurantes e muitas lojas, como no Bikini Berlin, o primeiro Concept Mall da capital alemã, com um terraço com vista para o Jardim Zoológico.



3° Dia: Charme oriental e museus

Inicie o seu último dia em Berlim no Weltzeituhr (relógio mundial), popular ponto de encontro de berlinenses e turistas na Alexanderplatz. De lá, dê uma esticadinha até o Rotes Rathaus (prédio da prefeitura), depois passe pelo Palácio de Berlim (Berliner Schloss), pela Berliner Dom (catedral), pela praça Bebelplatz (onde houve a queima de livros pelos nazistas) e conheça uma das mais belas praças berlinenses, a Gendarmenmarkt.

Almoce num dos muitos restaurantes do Nikolaiviertel, bairro mais antigo da capital alemã, e reserve o resto da tarde para a Ilha dos Museus, um complexo único de museus elevado a Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Ali você pode ver a estátua da rainha egípcia Nefertiti, no Neues Museum, como também visitar a Antiga Galeria Nacional, o Museu Bode, o Museu Antigo e o Museu de Pérgamo, que se encontra em reforma desde 2013.

Para encerrar a visita à capital alemã, que tal subir na Torre de Televisão (Fernsehturm) e tomar um drinque ou jantar no ponto mais alto da cidade? O restaurante giratório permite uma visão de 360° sobre o centro de Berlim e suas principais atrações.

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos