PUBLICIDADE
Topo

Por que jogadores de futebol têm pernas arqueadas?

23/06/2018 12h51

Quem quiser seguir carreira de futebolista tem de começar a treinar desde cedo. Mas isso pode ter consequências, como o arqueamento das pernas, constata estudo de pesquisadores da Universidade de Munique.Estudo da Universidade Ludwig Maximilian de Munique, divulgado na semana passada pela Deutsches Ärzteblatt, revista semanal da Câmara dos Médicos da Alemanha, constatou que adolescentes que praticam futebol como esporte competitivo possuem risco maior de desenvolver pernas arqueadas.

A equipe de cirurgiões sob a direção de Peter Helmut Thaller analisou os dados de 1.344 jovens futebolistas, comparando-os com informações de outros 1.277 adolescentes que praticam outra modalidade de esporte competitivo ou nenhuma atividade física.

Depois de analisar também vários outros estudos, Thaller e sua equipe constataram que, entre os jovens futebolistas, a distância entre os joelhos é 1,5 centímetro maior que entre os demais adolescentes.

Segundo os pesquisadores, a deformidade, chamada no jargão médico de genu varum, é uma decorrência da sobrecarga crônica em campo, com a permanente e súbita mudança de direção e manobras, sobrecarregando unilateralmente os joelhos.

A causa dos ossos tortos dos futebolistas é a tensão durante a fase de crescimento. Durante os movimentos de arremesso e drible, os músculos adutores da coxa são particularmente estressados. Eles se fixam na parte interior da perna, que durante o desenvolvimento aumenta a flexão dos ossos para fora.

Os médicos de Munique consideram a tensão dos músculos na parte de trás das coxas ainda mais significativa: na região do joelho, eles se enrijecem na parte interna da articulação de forma duas vezes mais forte que na externa, de modo que as juntas de crescimento são sobrecarregadas assimetricamente. Além disso, as chuteiras restringem a rotação externa do jogador em pé, o que estimula ainda mais o arqueamento das pernas.



Thaller informou que o arqueamento das pernas não seria somente um problema estético, já que ele aumenta o risco de artrose do joelho na idade adulta. A boa notícia é que essa constatação é válida somente para o esporte profissional. "Nossos resultados não se aplicam ao esporte em geral. Pelo contrário, praticar exercícios físicos é bom para o desenvolvimento de crianças e adolescentes", ressaltou.

Segundo o pesquisador, há indicações de que o tênis e o hóquei de campo competitivos também poderiam levar a pernas arqueadas, mas não há dados suficientes para constatações mais fundamentadas.

CA/dpa/ots

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram