PUBLICIDADE
Topo

Colômbia usará drones com herbicidas no combate à cocaína

27/06/2018 07h44

Presidente Juan Manuel Santos diz que governo pretende erradicar 110 mil hectares, após Washington revelar aumento recorde na produção de coca no país. Medida é "sem precedentes" na história do combate ao narcotráfico.O governo da Colômbia anunciou nesta terça feira (27/06) que utilizará drones para pulverizar as plantações de coca do país com herbicidas, a fim de combater o aumento sem precedentes da produção de cocaína.

A decisão anunciada pelo presidente Juan Manuel Santos veio no dia seguinte à divulgação de um relatório pela Casa Branca, que apontou uma expansão recorde da área de cultivo de coca para 209 mil hectares em 2017, representando um incremento de 11%.

Esse crescimento fez com que a produção potencial de cocaína na Colômbia aumentasse 19%, com a possibilidade de chegar a 921 toneladas. Há três anos, Santos havia proibido a pulverização de herbicidas com a utilização de aviões, após o Tribunal Constitucional do país apontar riscos ambientais e de saúde.

O presidente explicou que os drones voam mais baixo, com riscos semelhantes ao da aplicação dos herbicidas pelas equipes em terra. Além desse recurso, serão utilizados tratores especiais para a erradicação dos cultivos ilegais.

Santos disse que a medida visa eliminar 100 mil hectares das áreas de cultivo – 40 mil hectares a mais do que havia sido planejado anteriormente – através das pulverizações e de programas de substituição de plantações.

"É uma cifra importante, sem precedentes na história da luta contra o narcotráfico", ressaltou o presidente, afirmando que pela primeira vez seu país possui uma estratégia viável e eficiente para combater o tráfico de drogas.

O governo estabeleceu quatro centros de coordenação do combate à produção de cocaína em cidades estratégicas, com a presença da polícia, Exército e de funcionários encarregados de informar os camponeses das vantagens dos programas de substituição de cultivos.

Segundo os dados mais recentes do governo, a Colômbia apreendeu mais de 2 mil toneladas de cocaína pura, 342 toneladas de pasta de coca e outras 5.500 de folhas de coca, além de 2.300 toneladas de maconha e 3.500 de heroína. Santos acrescentou que "o governo extraditou 1.156 pessoas, atendendo a pedidos de diversos países, principalmente os Estados Unidos".

RC/lusa/efe/dpa

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram