PUBLICIDADE
Topo

Dólar fecha no maior patamar desde fevereiro de 2016

21/08/2018 19h00

Em sua quinta valorização consecutiva, moeda americana termina o dia cotada a 4,035 reais. Alta coincide com divulgação de pesquisas eleitorais e indefinição do cenário político.O dólar superou nesta terça-feira (21/08) a barreira dos 4 reais e fechou o dia cotado em 4,035 reais, o maior patamar registrado desde fevereiro de 2016. A desvalorização do real coincidiu com a divulgação de pesquisas de intenção de voto e com a indefinição do cenário político faltando apenas dois meses para o pleito.

A moeda americana, cuja cotação chegou a 4,037 reais, terminou o dia com uma valorização de 2% em relação ao real. Essa foi a quinta alta consecutiva no pregão. Nesse período, o dólar acumulou uma valorização de 4,40%.

Já o índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou em baixa de 1,5%, aos 75.180 pontos, com os investidores especulando sobre o cenário de eleições no Brasil, as negociações comerciais entre Estados Unidos e China e a crise na Turquia.

As pesquisas realizadas pelo Ibope e pela CNT/MDA colocam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso por corrupção, como líder isolado com 37% dos votos. Jair Bolsonaro vem na segunda posição, com 18%, seguido de Marina Silva, Ciro Gomes e Geraldo Alckmin, tecnicamente empatados com cerca de 6% das intenções.

Em um cenário sem Lula, só testado pelo Ibope, Fernando Haddad, companheiro de chapa do ex-presidente, obtém apenas 4% dos votos. Bolsonaro lidera, com 20%. Marina Silva vem com 12%.

O analista Rafael Omati, da consultora Guide Investimento, afirmou à agência de notícias EFE que o mercado teme a liderança de candidatos considerados menos comprometidos com a reforma tributária.

CN/efe/abr/ots

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp

| App | Instagram | Newsletter