PUBLICIDADE
Topo

Deputado próximo de Merkel perde liderança de bancada conservadora

25/09/2018 14h06

Parlamentares de CDU e CSU rejeitam candidato apoiado pela chanceler federal e elegem concorrente para chefiar a bancada no Bundestag. Merkel reconhece derrota.Um dos principais defensores da chanceler federal Angela Merkel no Parlamento alemão, o deputado Volker Kauder, foi afastado da liderança da bancada dos partidos conservadores no Bundestag nesta terça-feira (25/09).

Kauder, que há 13 anos liderava a bancada conjunta dos partidos União Democrata Cristã (CDU) e União Social Cristã (CSU), perdeu a eleição para líder do grupo parlamentar para o deputado Ralph Brinkhaus, um especialista em assuntos financeiros e orçamentários.

A mudança é um claro sinal de descontentamento da bancada com Merkel e também com o líder da CSU, o ministro do Interior, Horst Seehofer, depois de uma nova crise interna na coalizão de governo, desta vez em torno do ex-chefe do serviço secreto interno Hans-Georg Maassen.

"É uma derrota e não há porque dissimulá-la", afirmou Merkel, após tomar conhecimento do resultado. Ela reiterou que preferia Kauder no cargo, mas parabenizou o vencedor e lhe ofereceu cooperação.

Esta já foi a segunda vez, desde a sua constituição, em março, que a grande coalizão esteve à beira da dissolução por causa de divergências internas. A primeira crise se deu por causa de desentendimentos de Merkel e Seehofer sobre a política migratória.

Brinkhaus, que defendeu um posicionamento mais ativo da bancada em relação ao governo, obteve 125 votos, contra 112 de Kauder, que era o candidato oficial de Merkel e de Seehofer. Dois deputados se abstiveram.

A oposição viu na derrota de Kauder o começo do fim do governo. "A autoridade da chanceler dentro de sua própria bancada está oficialmente destruída", afirmou o vice-líder da bancada do Partido Liberal (FDP), Alexander Graf Lambsdorff.

Um dos vice-presidentes do Bundestag, o social-democrata Thomas Oppermann, afirmou que se trata de uma revolta contra Merkel dentro da CDU e da CSU. O Partido Social-Democrata forma a coalizão de governo ao lados dos conservadores.

Brinkhaus, que apresentou sua candidatura na semana passada, disse que ela não era contra a chanceler federal. Ele não contava com o apoio de nenhum grande nome do bloco conservador.

Kauder é um parlamentar veterano, que diversas vezes se encarregou de alinhar a bancada conservadora com as posições da chanceler federal, principalmente em momentos como a crise dos refugiados ou o resgate da Grécia.

Ele já havia recebido um cartão amarelo no ano passado, logo depois da eleição, quando fora reeleito para a liderança da bancada com apenas 77% – e isso apesar de não haver outro candidato. Em geral, os líderes de bancada recebem bem mais de 90% dos votos.

AS/dpa/afp/efe

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp

| App | Instagram | Newsletter