PUBLICIDADE
Topo

Holanda quer proibir uso de celular na bicicleta

27/09/2018 16h24

Proibição já vale para veículos motorizados, mas, com aumento no número de acidentes envolvendo ciclistas ao telefone, governo decidiu expandi-la. Nova lei deve entrar em vigor no próximo ano.Diante do número de acidentes causados por ciclistas ao telefone, o governo da Holanda quer proibir o uso de celulares e aparelhos eletrônicos para quem estiver andando de bicicleta. O anúncio do projeto de lei para a proibição foi feito pela ministra holandesa dos Transportes Cora van Nieuwenhuizen, nesta quarta-feira (26/09).

A proibição do uso de celular durante a condução já é válida para veículos motorizados e prevê multas que podem chegar a 230 euros. A nova lei foca agora diretamente nos ciclistas. A multa prevista nesses casos provavelmente será do mesmo valor, mas o governo ainda aguarda o resultado de uma consulta popular.

Nieuwenhuizen destacou que o uso de celular é tão perigoso ao volante quanto pedalando. "O fato é que na estrada é preciso ter atenção total e não se deve enviar mensagens ou fazer outras coisas no telefone."

A proibição deve entrar em vigor em julho do próximo ano.

A campanha para a proibição do uso do celular na bicicleta foi iniciada por Michael Kulkens, que perdeu o filho de 13 anos num acidente de bicicleta causado pela falta de atenção do jovem, que estava olhando para o celular.

"Quando ouvi no rádio que a proibição estava chegando, tive que parar o carro na estrada e lágrimas brotaram nos meus olhos", afirmou Kulkens a um jornal holandês.

O ciclismo é um estilo de vida na Holanda, onde o número de bicicletas, 23 milhões, supera o de habitantes, 17 milhões. Apesar de possuir uma excelente infraestrutura para ciclistas, o uso de celulares por eles se tornou um perigo crescente.

Segundo a organização Estrada Segura na Holanda, os smartphones são responsáveis por um em cada cinco acidentes de bicicleta envolvendo jovens.

CN/afp

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp |

App | Instagram | Newsletter