PUBLICIDADE
Topo

Tempestades deixam rastro de destruição na Itália

30/10/2018 13h07

Ao menos dez pessoas morreram em decorrência de fortes chuvas e ventos. Rodovias foram bloqueadas, e milhares estão sem luz. Em Veneza, água alcança maior nível em dez anos, e Praça de São Marcos é interditada.As tempestades que atingem à Itália há dois dias deixaram um rastro de destruição. Ao menos dez pessoas morreram em decorrência das chuvas e dos ventos fortes, afirmou nesta terça-feira (30/10) a defesa civil. Algumas estradas estão bloqueadas, e várias localidades estão sem energia elétrica.

Entre as vítimas estão uma mulher que morreu num deslizamento de terra que atingiu sua casa na região de Trentino; um homem atingido por uma árvore no Vêneto; um bombeiro que estava envolvido em operações de resgate na província de Bolzano; e um homem que praticava kitesurf próximo à cidade de Cattolica.

Ventos fortes ainda derrubaram árvores com raízes, causando destruição. As chuvas provocaram enchentes em diversas cidades. Escolas em vários municípios, como Roma, Veneza e Nápoles, cancelaram as aulas

Em Veneza, a água chegou a ficar mais de 1,5 metro acima do nível médio do mar, maior pico registrado desde 2008, provocando o fenômeno chamado de acqua alta, que inundou ruas da cidade e fez com que a famosa Praça de São Marcos fosse interditada.

Na capital italiana, o vento derrubou várias árvores, que danificaram viaturas, e levou ao fechamento de diversas atrações turísticas, entre elas o Coliseu de Roma.

Em Gênova, o aeroporto teve que ser fechado para a retirada de destroços trazidos pelos ventos da pista. Na Ligúria, cerca de 20 mil pessoas estão sem energia elétrica.

As tempestades trouxeram também uma grande quantidade de neve para regiões montanhosas do país, deixando muitos turistas presos em carros e hotéis. Segundo a imprensa italiana, 170 pessoas estão ilhadas em Passo Stelvio, na fronteira com a Suíça.

As tempestades também atingiram a França e a Espanha, deixando milhares de residências sem luz. Aeroportos e portos foram fechados em Córsega. Na Croácia, um surfista esloveno despareceu na segunda-feira no mar, próximo à cidade de Umago.

CN/afp/lusa/dpa/efe

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube

| WhatsApp | App | Instagram | Newsletter