Topo

Incêndios na Califórnia deixam 74 mortos

17/11/2018 20h28

Mais de mil pessoas estão desaparecidas após incêndios devastadores no norte e no sul do estado americano. Presidente Trump visitou região neste sábado.Equipes de busca na Califórnia encontraram na madrugada deste sábado (17/11) mais restos mortais ao norte do estado americano, aumentando para 74 o número de mortes confirmadas desde o início de dois grandes incêndios há uma semana. O presidente Donald Trump visitou o estado neste sábado e disse que "ninguém imaginava que algo assim poderia acontecer"

Mais de mil pessoas estão desaparecidas, segundo as autoridades, a maioria no condado de Butte, no norte.

Thom Porter, chefe de Planejamento Estratégico do Departamento de Proteção Florestal e Proteção contra Incêndios da Califórnia, informou que o número de mortos vai aumentar na medida em que as equipes de busca avançarem na tarefa de vasculhar as mais de 12 mil estruturas destruídas pelas chamas.

A região norte do estado foi atingida por um foco de incêndio chamado "Camp Fire”, enquanto o sul, próximo de Los Angeles, foi atingido pelo "Woolsey Fire". O primeiro foco deixou 71 mortos. Já o segundo provocou três mortes.

Nessa sexta-feira (16/11), o governador da Califórnia, Jerry Brown, visitou regiões bastante afetadas, como a cidade de Paradise, no norte do estado, onde já há menos focos de incêndio, mas a destruição deixada foi superior a 57 mil hectares. Na região, 30 mil pessoas perderam as suas casas.

Em um primeiro momento, Donald Trump criticou no Twitter o manejo florestal do estado, culpando as autoridades pelo incêndio. Depois, recuou e mudou o tom sobre o incêndio.

Na visita de hoje, ele sobrevoou a região alcançadas pelos incêndios no estado e caminhou por destroços em Paradise.

O governador Jerry Brown, que é um democrata, conversou quarta-feira com Trump. "O presidente prometeu todos os recursos do governo federal para ajudar no esforço de recuperação", comentou Brown no Twitter.

A Califórnia também está com estado de emergência de saúde pública desde quarta-feira. Os incêndios forçaram a evacuação de pelo menos dois hospitais e e oito outras unidades de saúde.

Um alerta de fumaça foi emitido para partes do condado de Los Angeles. De acordo com o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, a preocupação das autoridades é que a fumaça dos incêndios possa representar uma "ameaça significativa à saúde" de pessoas com asma e outras condições pulmonares.

JPS/ab/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube

| WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Mais Notícias