Topo

Incêndio criminoso em estúdio de animação no Japão deixa 33 mortos

18/07/2019 12h07

Segundo a polícia, homem de 41 anos espalhou gasolina dentro da sede do Kyoto Animation, em Quioto, antes de atear fogo. Ele foi detido e hospitalizado devido a queimaduras. Mais de 30 pessoas ficaram feridas.Ao menos 33 pessoas morreram nesta quinta-feira (18/07) em um incêndio criminoso em um estúdio de animação em Quioto, no Japão. Segundo a polícia local, um homem de 41 anos entrou no prédio por volta de 10h30 no horário local (22h30 de quarta-feira em Brasília) e espalhou gasolina.

Segundo a imprensa japonesa, uma testemunha relatou que o agressor gritou "Morram!” antes de atear fogo ao edifício da Kyoto Animation. Cerca de 70 pessoas trabalhavam no local no momento do ataque. Ao menos 36 pessoas ficaram feridas e foram levadas para hospitais. Dez delas estão em estado grave. Cerca de 50 caminhões dos bombeiros foram deslocados para o local do incêndio.

O autor do ataque sofreu queimaduras e foi levado sob custódia pelas autoridades para um hospital. A polícia não divulgou o que teria motivado a ação ou se ele tinha algum vínculo com a empresa.

A Kyoto Animation, mais conhecida como KyoAni, é uma tradicional empresa de animação do Japão. Ela foi criada em 1981 e produz desenhos animados e as chamadas light novels, romances ilustrados no estilo anime/mangá. Entre suas produções estão Munto, Lucky Star, A Melancolia de Haruhi Suzumiya e K-On!. A empresa também já foi contratada para fazer um trabalho de animação secundário em um filme da série Pokémon, em 1998.

"Meu coração sente uma dor extrema. Por que diabos essa violência ocorreu?", disse o presidente da Kyoto Animation, Hideaki Hatta. Ele contou que a empresa recebeu ameaças anônimas por e-mail no passado, mas evitou fazer uma ligação direta entre as mensagens e o ataque desta quinta-feira.

O incêndio provocou comoção no Japão. O primeiro-ministro Shinzo Abe enviou suas condolências às vítimas através de sua conta do Twitter. Fãs do estúdio também lançaram uma campanha na internet para arrecadar recursos com o objetivo de recuperá-lo. A ação angariou 441 mil dólares nas primeiras oito horas, que foram enviados por 13 mil pessoas diferentes.

O Japão tem uma taxa de criminalidade notoriamente baixa. A prática de incêndio criminoso é considerado um crime extremamente grave no país, onde muitas pessoas ainda vivem em casas de madeira. Pessoas que forem condenadas por atearem fogo deliberadamente podem ser sentenciadas à pena de morte.

Um homem condenado por provocar um incêndio que matou 16 pessoas em Osaka em 2008 está atualmente no corredor da morte de um presídio japonês.

Antes do incêndio desta quinta-feira, o último grande massacre registrado no país havia ocorrido em 2016, quando um homem com uma faca matou 19 pessoas em uma casa de repouso para deficientes mentais na cidade de Sagamihara.

JPS/afp/lusa/efe

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | App | Instagram | Newsletter

Mais Notícias