PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Bolsonaro vence enquete da Time para Personalidade do Ano

08/12/2021 09h18

Bolsonaro vence enquete da Time para Personalidade do Ano - Apoiadores do presidente se movimentaram para inchar resultado, que não tem relação com tradicional escolha feita pelos editores para estampar capa da revista. Votação online costuma ser distorcida por fãs e trolls.O presidente Jair Bolsonaro celebrou nesta terça-feira (08/12) sua eleição para Personalidade do Ano pelos leitores da revista americana Time, dias antes de a publicação anunciar a sua escolha para 2021.

O vencedor da votação popular não é a Personalidade do Ano tradicionalmente escolhida pelos editores da Time. A revista só deverá anunciar o nome deste ano em 13 de dezembro.

Com 24% dos 9 milhões dos votos online de leitores da revista, Bolsonaro foi considerado a personalidade com maior influência em 2021, "para o bem ou para o mal", anunciou a Time.

De acordo com a revista, Bolsonaro bateu o ex-presidente americano Donald Trump, o segundo mais votado pelos leitores, com 9% dos votos, e os profissionais de saúde que trabalham no combate à pandemia, que ficaram em terceiro lugar, com 6,3%.

No ano passado, a distinção foi atribuída pelos editores ao presidente dos EUA, Joe Biden, e à vice-presidente Kamala Harris, enquanto que os leitores optaram pelos "trabalhadores essenciais" na luta contra a pandemia.

Bolsonaro festeja resultado

O presidente fez campanha para ser escolhido. Ele pediu voto na sua tradicional transmissão ao vivo no Facebook e se beneficiou de uma campanha promovida nas redes sociais por seus seguidores para encorajar o voto nele.

Ele também festejou o resultado. Nas redes sociais, agradeceu àqueles que votaram nele. Bolsonaro também ficou visivelmente satisfeito quando o ministro do Trabalho e da Previdência, Onyx Lorenzoni, anunciou o resultado durante um evento no Palácio do Planalto, nesta terça-feira.

Líder controverso

Na nota anunciando a vitória de Bolsonaro na votação online, a Time afirmou que "o controverso líder, candidato à reeleição em 2022, enfrenta uma desaprovação crescente pela sua gestão da economia e críticas generalizadas de políticos, tribunais e especialistas em saúde pública por minimizar a severidade da covid-19 e mostrar ceticismo em relação à vacina".

A revista acrescentou que Bolsonaro é investigado pelo Supremo Tribunal Federal por ter afirmado falsamente que a vacina contra a covid-19 pode aumentar as chances de se contrair aids.

"Um relatório do Senado, em outubro, recomendou que o presidente seja acusado de vários crimes por má gestão da pandemia, que já matou mais de 600 mil pessoas no Brasil. Bolsonaro tem negado repetidamente qualquer ato ilícito", acrescentou a Time.

Para o bem ou para o mal

A Personalidade do Ano é escolhida pelos editores da revista desde 1927 e inicialmente se chamava Homem do Ano. A escolha reconhece a influência de uma pessoa ou ideia durante o ano em questão, para o bem ou para o mal.

A escolha costuma ser vista como uma honra ou distinção, apesar de a revista destacar que se trata da eleição da personalidade mais influente do ano, "para o bem ou para o mal", e de recordar que nomes como Adolf Hitler e Joseph Stalin já foram escolhidos.

as/lf (Lusa, OTS)