UOL Notícias Notícias
 

19/02/2006 - 15h37

Ministério da Saúde começa a distribuir 25 milhões de camisinhas

Rio de Janeiro, 19 fev (EFE).- O Ministério da Saúde iniciou hoje a distribuição de 25 milhões de preservativos como parte de uma campanha institucional dirigida a combater, durante o carnaval, a aids e outras doenças sexualmente transmissíveis.

A campanha, que se estenderá até a Quarta-Feira de Cinzas (28 de fevereiro), começou a ser veiculada maciçamente pela mídia através de bem-humoradas inserções publicitárias que abusam do duplo sentido.

A campanha também incluirá banners em ônibus e outdoors, que serão montados nas principais cidades do país, especialmente nos lugares de folia.

"Com a campanha, o Ministério da Saúde pretende atingir toda a população, principalmente os foliões, independentemente de sexo, gênero, faixa etária e classe social", destacou o órgão, em comunicado. Segundo estudos do Ministério, 47,5% dos homens entre 16 e 19 anos declararam não usar preservativo porque não o tinham, e 36,4% das mulheres não se lembraram de utilizar essa forma de proteção.

Estes números caem para 23% e 19%, respectivamente, na faixa etária entre 20 e 24 anos.

Dados oficiais do Programa Nacional de Doenças Sexualmente Transmissíveis e aids indicam que 58,3% dos entrevistados já tinham recebido preservativos gratuitamente.

Nas festas de 2005, foram distribuídos 11 milhões de camisinhas. Neste ano, também estão sendo distribuídos um milhão de folhetos e 50 mil cartazes para bares e outros lugares de grande concentração carnavalesca, com orientações sobre a forma correta de usar o preservativo e sobre os riscos do HIV/aids.

A campanha institucional conta com o apoio de ONGs e associações de pessoas portadoras de HIV/aids.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h00

    0,85
    3,154
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h08

    -1,32
    74.392,55
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host