UOL Notícias Notícias
 

05/03/2006 - 09h10

Jiabao diz que China não desistirá da reincorporação de Taiwan

Pequim, 5 mar (EFE).- O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, disse hoje que aqueles que atuam contra os desejos e os esforços da China para a manutenção de relações pacíficas e estáveis com Taiwan fracassarão.

"A China perseverará nos princípios fundamentais de reunificação pacífica e de 'um país, dois sistemas'", afirmou o premier em seu relatório à Assembléia Nacional Popular (Poder Legislativo), reunida a partir de hoje em Pequim.

Segundo Jiabao, a China nunca renunciará aos esforços pela reunificação pacífica, não deixará de ter esperança no povo de Taiwan, nem mudará sua oposição "às atividades separatistas que perseguem a independência".

"Continuaremos promovendo contatos pessoais, intercâmbios e cooperação nas áreas econômica, científica, tecnológica e cultural, a fim de estabelecer relações de paz e estabilidade entre as duas margens do estreito", afirmou o primeiro-ministro aos quase 3.000 membros da Assembléia.

Wen se pronunciou a favor de laços diretos e recíprocos no transporte (entre o continente e a ilha), no comércio e nos investimentos de empresários taiuaneses, para que as relações "sigam o rumo da paz, da estabilidade, do avanço mútuo e do ganho compartilhado".

O primeiro-ministro chinês concluiu que "qualquer um que tente destruir essa tendência geral está condenado ao fracasso, já que a culminação da magna causa da reunificação da pátria é um desejo partilhado por todos os chineses e ninguém poderá resistir a ela".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host