UOL Notícias Notícias
 

14/03/2006 - 18h24

Libertadas duas francesas que haviam sido seqüestradas em Gaza

Paris, 14 mar (EFE).- Dois dos quatro cidadãos franceses seqüestrados hoje na Faixa de Gaza foram libertados, confirmaram fontes do Ministério de Assuntos Exteriores da França, em Paris.

As reféns são duas mulheres que trabalham para a ONG Médicos do Mundo (MDM).

"Foram libertadas e estão a salvo", disseram as fontes, sem dar detalhes sobre a libertação.

Continuam em cativeiro a jornalista da revista "Elle" Caroline Laurent, e o fotógrafo da agência Sipa Alfred Yaghobzadeh, seqüestrados por um grupo de homens que invadiu o hotel onde se encontravam na Cidade de Gaza.

A revista "Elle" informou que os dois estavam em Gaza para fazer uma reportagem.

Em relação às vítimas libertadas, houve uma primeira tentativa de libertação frustrada hoje à tarde, segundo informou o correspondente da rede de televisão France 2 na região. Ele acrescentou que a jornalista e o fotógrafo estão "bem de saúde" e espera-se que sejam libertados nas próximas horas.

O ministro de Assuntos Exteriores francês, Philippe Douste-Blazy, pediu a libertação "imediata" dos franceses seqüestrados em Gaza, apelando para a "contenção" e a "responsabilidade" diante da situação nos territórios palestinos.

Hoje, 11 estrangeiros foram seqüestrados em Gaza e na Cisjordânia por milicianos palestinos, em reposta ao ataque do Exército israelense à prisão palestina de Jericó, realizado depois que guardas britânicos e americanos a abandonaram.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host