UOL Notícias Notícias
 

23/03/2006 - 10h30

AI exige à ETA o fim de todos os abusos contra direitos humanos

Londres, 23 mar (EFE).- Anistia Internacional (AI) comemorou hoje o anúncio de "um cessar-fogo permanente" por parte da ETA, à qual exigiu que ponha fim aos "atentados, ameaças e confronto com amplos setores da população, especialmente no País Basco e em Navarra".

Após destacar que o anúncio da organização terrorista deve significar "a cessação total dos abusos contra os direitos humanos cometidos pela ETA durante quase 40 anos", a AI lembra que "os direitos humanos não devem ser moeda de troca".

"Seja qual for o processo que comece agora, não pode haver impunidade para os graves abusos aos direitos humanos cometidos pela ETA", adverte a Anistia Internacional em comunicado divulgado na capital britânica.

Segundo essa organização humanitária, devem ser investigadas igualmente "as violações de direitos humanos cometidas pelas forças de segurança, tal como recomendou o Relator das Nações Unidas para a Prevenção da Tortura".

"De qualquer forma, deve se respeitar o direito à verdade, à justiça e à reparação de todas as vítimas", acrescenta a ONG, segundo a qual "o respeito aos direitos humanos, à parte de considerações políticas, é fundamental para a paz futura na Espanha e no País Basco".

A ETA divulgou nesta quarta-feira um comunicado no qual anunciou "um cessar-fogo permanente" a partir desta 0h (4h de 24 de março em Brasília).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h01

    -0,66
    75.503,63
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host