UOL Notícias Notícias
 

06/04/2006 - 22h09

Caças israelenses disparam míssil contra heliporto de Abbas

Gaza, 7 abr (EFE).- Caças-bombardeiros F-16 israelenses lançaram na madrugada de hoje, sexta-feira, pelo menos um míssil contra o heliporto do presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, no oeste da Cidade de Gaza.

Não houve feridos, segundo os serviços de segurança.

Os moradores de Gaza ouviram uma forte explosão ao oeste da cidade, no heliporto, a poucos metros dos escritórios e da residência de Abbas. Abbas se encontra atualmente em Gaza. Ele chegou à cidade na quinta-feira, vindo da cidade cisjordaniana de Ramala. Na sua agenda estava uma reunião no fim do dia com o primeiro-ministro palestino, Ismael Haniyeh, para discutir assuntos financeiros e de segurança.

Pouco antes do ataque dos F-16, helicópteros Apache israelenses lançaram dois foguetes contra alvos do movimento nacionalista palestino Fatah, ligado a Abbas e ao seu antecessor, Yasser Arafat, causando grandes danos mas nenhuma vítima.

Segundo testemunhas e fontes dos serviços de segurança, os helicópteros lançaram um míssil contra um edifício do Fatah na localidade de Beit Lahia, no norte da Faixa de Gaza.

Além de ouvir uma forte explosão, as testemunhas contaram que logo chegaram ambulâncias e carros de bombeiros. Embora ninguém tenha se ferido, o prédio ficou seriamente danificado.

Outro míssil, segundo fontes dos serviços de segurança, atingiu um centro cultural pertencente às Brigadas dos Mártires de al-Aqsa, braço armado do Fatah, no bairro de Daraj, uma área densamente povoada do leste da Cidade de Gaza.

O ataque em Daraj também não causou vítimas, apenas danos ao edifício. Os moradores das imediações, inclusive muitas crianças, se assustaram.

A artilharia israelense disparou também dezenas de tiros de morteiro no norte da Faixa de Gaza. Houve pelo menos uma explosão por minuto durante o dia inteiro. Ninguém ficou ferido, mas as detonações provocaram cenas de pânico na população.

As operações militares acontecem depois de milicianos palestinos lançarem foguetes de fabricação caseira contra o sul de Israel, sem vítimas.

Uma fábrica de colchões próxima ao kibutz de Zikim, ao sul da localidade costeira israelense de Ashkelon, sofreu grandes prejuízos em conseqüência do ataque palestino, segundo a rádio israelense.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host