UOL Notícias Notícias
 

17/04/2006 - 11h20

Começa a sessão de posse do novo Parlamento de Israel

Jerusalém, 17 abr (EFE).- A sessão de posse do novo Parlamento israelense, na qual 120 deputados de 12 partidos iniciarão seus mandatos, começou hoje na sede da Knesset em Jerusalém.

O início da 17ª legislatura foi ofuscado por um atentado suicida que deixou pelo menos sete mortos e mais de 30 feridos em Tel Aviv.

Ao abrir a sessão, o presidente de Israel, Moshé Katsav, referiu-se às vítimas e disse que o que devia ser uma data festiva se transformou "em uma lembrança da realidade israelense e do terrorismo palestino que Israel deve enfrentar".

Katsav disse que Israel fez concessões dolorosas nos processos diplomáticos com os palestinos, mas até agora nada recebeu em troca.

E acrescentou: "Os palestinos devem reconsiderar seu caminho para poder avançar em direção à paz".

Em seu discurso, Katsav se referiu ao Governo do Hamas na Autoridade Nacional Palestina ao lembrar que o movimento islâmico "rejeita até agora reconhecer Israel e aceitar os acordos internacionais assinados".

O presidente também pediu à comunidade internacional que não permita que um regime fundamentalista como o de Teerã tenha armas nucleares.

Antes de entrar na sala do plenário, o primeiro-ministro interino, responsável pela formação do novo Governo, Ehud Olmert, declarou que Israel saberá como responder ao ataque.

Ao contrário de legislaturas anteriores, a nova Câmara não conta com um partido numericamente forte, já que a formação mais votada no nas eleições gerais de 28 de março, o Kadima, obteve apenas 29 das 120 cadeiras. Olmert está negociando uma coalizão de Governo com o Partido Trabalhista.

A cerimônia de abertura da nova legislatura será presidida pelo mais experiente dos deputados, o veterano Shimon Peres.

A pedido de Olmert, a cadeira que era ocupada pelo primeiro-ministro Ariel Sharon, em coma desde janeiro, ficará vazia durante o ato, e não será ocupada por outro deputado até que seja formado o novo Governo.

A cerimônia foi iniciada com a chegada do presidente Katsav à sede do Parlamento, escoltado por uma unidade da guarda presidencial e anunciado com um toque de trombeta.

O principal objetivo da legislatura que começa hoje é aprovar um plano unilateral para fixar as fronteiras israelenses.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host