UOL Notícias Notícias
 

20/04/2006 - 01h55

Peru: Humala reafirma seu compromisso com a liberdade de imprensa

Lima, 19 abr (EFE).- O candidato nacionalista Ollanta Humala, candidato mais votado no primeiro turno das eleições peruanas, no dia 9 de abril, reafirmou hoje seu "compromisso" com a liberdade de imprensa durante uma reunião com os integrantes do Conselho da Imprensa Peruana.

Um porta-voz do Conselho, que reúne alguns dos principais meios de comunicação do país, informou à EFE que Humala, que disputará a Presidência do país no segundo turno em maio ou junho, disse que recebia os profissionais de comunicação "de braços abertos", embora tenha se queixado da "fortes críticas" que recebe de parte do setor.

A reunião foi "tensa por alguns momentos", segundo o porta-voz, já que os participantes lembraram a Humala que, em seu Plano de Governo, se considera "não concluída" a desapropriação dos meios de comunicação conduzida pelo Governo militar de Juan Velasco Alvarado (1968-1975).

Sobre esse assunto, os representantes da mídia disseram ao candidato nacionalista que, apesar de suas diferentes linhas editoriais, se unirão contra qualquer ameaça à liberdade de imprensa.

Humala comentou, ao término da reunião, que compareceu ao Conselho da Imprensa Peruana para reafirmar suas convicções democráticas e de respeito à liberdade de expressão.

O candidato acrescentou que amanhã se reunirá com os diretores da Associação de Rádio e Televisão do Peru (ARTV).

O presidente do Conselho da Imprensa Peruana, Gustavo Momhe Seminario, confirmou aos jornalistas que o candidato expressou seu pleno respeito à liberdade de expressão e ao acesso à informação.

"A liberdade de expressão não é algo que se conquiste e se coloque em uma vitrine. É um exercício permanente", disse Momhe.

Apurados 92,1% dos votos do primeiro turno, o nacionalista Humala obtém 30,78% da preferência do eleitorado, seguido pelo ex-presidente Alan García, com 24,31%, e pela conservadora Lourdes Flores, com um 23,68%.

García e Flores disputam, voto a voto, a possibilidade de enfrentar Humala no segundo turno presidencial, que será realizado na última semana de maio ou na primeira de junho.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h00

    -0,48
    3,260
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h01

    1,69
    62.717,23
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host