UOL Notícias Notícias
 

25/04/2006 - 21h37

Venezuela cancela reunião da CAN alegando "motivos de agenda"

Lima, 25 abr (EFE).- A Venezuela alegou hoje "motivos de agenda" e suspendeu uma reunião que seria realizada amanhã, quarta-feira, em Lima, com a Comissão dos Ministros de Comércio Exterior da Comunidade Andina (CAN).

"A reunião foi suspensa até segunda ordem, já que é a Venezuela, que até o fim de julho ocupa a Secretaria provisória, que deve comunicar a nova data", informou um porta-voz da CAN.

Um comunicado do organismo afirmou que a reunião tinha sido convocada pela ministra da Indústria e Comércio da Venezuela, Maria Cristina Iglesias.

Seria o primeiro encontro para debater a saída da Venezuela do bloco, anunciada na semana passada pelo presidente Hugo Chávez. Ele considerou o bloco "morto" depois que Peru e Colômbia assinaram Tratados de Livre-Comércio com os Estados Unidos.

O ministro da Economia da Venezuela, Nelson Merentes, disse hoje em Quito que a assinatura dos tratados traz o risco de uma invasão comercial americana na região. O Equador também discute um acordo. Colômbia, Peru e Equador começaram a negociar com os EUA em 2004, mas só os dois primeiros países concluíram o processo.

A Venezuela, que obteve o apoio da Bolívia em suas reivindicações, solicitou à Colômbia e ao Peru que "congelem" os acordos comerciais com os EUA para que o Governo de Chávez volte atrás em sua decisão de abandonar o bloco.

A Secretaria-Geral da Comunidade Andina recebeu a comunicação oficial da Venezuela no sábado e informou a decisão aos países-membros e aos organismos do Sistema Andino de Integração.

O anúncio da retirada da Venezuela gerou uma séria crise no organismo integrador, do qual também fazem parte Bolívia, Colômbia Equador e Peru.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host