UOL Notícias Notícias
 

27/04/2006 - 15h55

UE adota marco jurídico e nomeia comandantes em operação na RDC

Bruxelas, 27 abr (EFE).- A União Européia (UE) aprovou hoje o marco jurídico da operação militar que realizará na República Democrática do Congo (RDC) para garantir a segurança do processo eleitoral, e nomeou seus dois máximos comandantes, informou o Conselho da UE em comunicado.

Trata-se do general alemão do corpo do Exército Kerlheinz Viereck, que dirigirá a operação da UE do Estado-Maior situado em Potsdam (Alemanha), e do general-de-divisão francês Christian Damay, chefe da força européia no terreno.

A mobilização temporária da força, batizada de "Eufor RD Congo", foi autorizada na terça-feira passada pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, e terá a participação de cerca de 1.450 efetivos da Alemanha, França, Bélgica, Portugal, Espanha e Suécia.

A tarefa da força consistirá em dar apoio à Missão da ONU no país africano (Monuc), que vigia o cumprimento dos acordos de paz, e garantir a segurança das eleições parlamentares e presidenciais, as primeiras em 40 anos.

A "Eufor RD Congo" ajudará a Monuc a estabilizar uma situação de violência que possa acontecer, contribuirá na proteção de civis, do aeroporto de Kinshasa e das instalações e pessoal da missão, e fará operações "de caráter limitado" para "resgatar indivíduos em perigo".

A força ficará mobilizada no local por um período de 4 meses a partir da data do primeiro turno das eleições, que devem acontecer entre 25 de junho e 2 de julho.

O montante dos custos comuns da operação supera os 16,7 milhões de euros.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host