UOL Notícias Notícias
 

03/05/2006 - 09h24

Irmãos Muçulmanos acusam Governo de "seqüestrar" 30 simpatizantes

Cairo, 3 mai (EFE).- O secretário do grupo islâmico dos Irmãos Muçulmanos no Parlamento, Muhamad Al Boltagui, acusou hoje o Governo egípcio de "seqüestrar" mais de 30 jovens simpatizantes desse movimento no Cairo.

Al Boltagui, citado pelo site da associação islâmica, acrescentou que os detidos não foram colocados à disposição judicial e que suas famílias desconhecem seu paradeiro.

A fonte explicou que todos foram detidos nesta madrugada em suas casas, no bairro de Al Farnauani, em uma área conhecida como Shubra Al Jaima, no norte da capital egípcia.

Os Irmãos Muçulmanos, segunda força no Parlamento egípcio, são considerados pelo Governo uma organização ilegal, embora na prática tolere algumas de suas atividades.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h29

    0,36
    3,291
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h37

    -0,46
    62.966,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host