UOL Notícias Notícias
 

03/05/2006 - 12h21

Seul rejeita esforços dos EUA de substituir regime norte-coreano

Seul, 3 mai (EFE).- O ministro da Unificação da Coréia do Sul, Lee Jong-seok, manifestou hoje a rejeição de Seul a qualquer tentativa dos Estados Unidos para substituir o atual regime comunista da Coréia do Norte.

Lee, que lidera as difíceis relações com Pyongyang, destacou em um encontro com a imprensa o compromisso de seu Governo com a solução do contencioso nuclear da Coréia do Norte, mas ressaltou que esse assunto não passa por uma pressão excessiva sobre esse país.

A Coréia do Sul "se opõe claramente a qualquer esforço destinado a substituir o regime norte-coreano", afirmou.

Essas declarações foram feitas em um momento em que ainda ecoa a polêmica criada pelo enviado de Washington sobre direitos humanos na Coréia do Norte, Jay Lefkowitz, que afirmou na semana passada que a cooperação econômica de Seul com Pyongyang e sua assistência ao vizinho do norte só serviam para manter de pé o regime stalinista.

Lee disse hoje que o Governo sul-coreano não considera que as declarações de Lefkowitz são representativas da política de Washington, e que "seria errôneo dizer que a aliança (entre os dois países) vai ser prejudicada por isso".

No entanto, se mostrou favorável à continuidade da política de ajuda e colaboração econômica com Pyongyang como meio para atrair a Coréia do Norte ao seio da comunidade internacional.

Neste sentido, hoje ocorreu em Kaesong, cidade fronteiriça norte-coreana, uma rodada de diálogos sobre cooperação econômica destinada a iniciar os acordos firmados na última reunião ministerial entre as duas Coréias, concluída há 10 dias em Pyongyang.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host