UOL Notícias Notícias
 

05/05/2006 - 10h02

Clérigo: Insegurança no Irã significa insegurança no O.Médio

Teerã, 5 mai (EFE).- O imame do sermão religioso de sexta-feira em Teerã, considerada a tribuna oficiosa do regime iraniano, Sayed Ahmad Khatami, advertiu hoje que a insegurança no Irã acarretaria uma situação similar de insegurança em todo o Oriente Médio.

Khatami, imame não-permanente que pronunciou o discurso de hoje, lembrou que o "Irã desempenha um papel muito importante na região, e a insegurança significará insegurança em todo Oriente Médio".

"As conseqüências prejudicarão vocês", disse, dirigindo-se "aos países ocidentais" em geral.

Para o imame, o atual conflito entre seu país e o Ocidente por causa do programa nuclear iraniano só tem duas formas de ser encarado: "Ou Ocidente reconhece os direitos legais (do Irã a usar energia atômica) ou escolhe a via do enfrentamento em vez do diálogo".

"Se querem falar com o Irã com a linguagem da força, devem saber que o povo iraniano dará tal resposta que fará o inimigo arrepender-se para sempre", advertiu o clérigo, que insistiu que seu país nunca foi partidário da guerra.

Khatami criticou também a Agência Internacional de Energia Atômica, "que com seu trabalho carrega a mancha da vergonha", e o Conselho de Segurança, "que deve garantir o direito dos povos, mas com seu trabalho se transformou no centro onde se destroem estes direitos".

"Asseguro a vocês (à AIEA e ao Conselho de Segurança) que o Irã não é um país que se retraia frente às pressões e às ameaças", afirmou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host