UOL Notícias Notícias
 

08/05/2006 - 11h19

Quatro membros dos Irmãos Muçulmanos são detidos em Alexandria

Cairo, 8 mai (EFE).- Pelo menos quatro membros do grupo islâmico Irmãos Muçulmanos foram detidos hoje na cidade de Alexandria, no litoral mediterrâneo do Egito, segundo denunciou a organização através de um comunicado.

Segundo a nota, os membros da organização foram detidos em suas casas, onde as forças de segurança fizeram buscas.

Os Irmãos Muçulmanos sustentam que as detenções fazem parte da "recente campanha do Governo" do presidente Hosni Mubarak contra esta organização.

Na quinta-feira passada, a Polícia egípcia deteve 23 membros do mesmo grupo quando pregavam cartazes contra a prorrogação da lei de emergência em vários bairros do Cairo e da província de Guiza, a oeste da cidade.

Os Irmãos Muçulmanos, que obtiveram 88 das 454 cadeiras do Parlamento nas últimas eleições e representa a maior força da oposição, são considerados pelo Governo egípcio uma organização ilegal.

"As autoridades tentam silenciar a voz da oposição, que pede reformas políticas e o fim da lei de emergência", declarou o dirigente do grupo.

A lei de emergência será prorrogada a partir de 1º de julho por mais dois anos ou até que se aprove uma nova lei para combater o terrorismo, segundo informou a agência oficial de notícias "MENA".

Esta norma, que permite detenções preventivas quase sem limitações e proíbe protestos, manifestações e reuniões sem uma autorização prévia do Ministério do Interior, é aplicada no Egito desde 1981, quando um fundamentalista islâmico assassinou o então presidente egípcio, Anwar el-Sadat.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h09

    0,13
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h12

    1,11
    63.960,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host