UOL Notícias Notícias
 

13/05/2006 - 23h38

Candidato apoiado por ex-presidente renuncia à disputa no Equador

Quito, 13 mai (EFE).- Humberto Guillem, pré-candidato à Presidência pelo Partido Roldosista Equatoriano (PRE), liderado pelo ex-presidente Abdala Bucaram, exilado no Panamá, renunciou hoje à candidatura por desacordos com dirigentes de seu partido.

O próprio Guillem anunciou hoje aos jornalistas sua decisão de "renunciar, de forma irreversível, à candidatura presidencial", e expressou seu mal-estar por declarações feitas por um dirigente de alto escalão do PRE, Alfredo Adum, que propôs a mudança do pré-candidato pela baixa aceitação que tinha nas pesquisas.

Há um mês, Guillem foi designado em uma Assembléia interna pré-candidato oficial do partido ao pleito presidencial de 15 de outubro próximo. O dirigente contava com o apoio do ex-governante Bucaram, que do Panamá contradisse Adum e expressou apoio ao pré-candidato oficial em meio à polêmica criada.

No entanto, Guillem insistiu que sua decisão (de renunciar à candidatura) é "pessoal" e "irreversível", e preferiu não aprofundar as discussões com Adum, a quem chamou de "mafioso" dias atrás.

"Estou deixando livre o nosso partido para que encontre outro militante que, talvez, reúna condições que eu não possua", acrescentou Guillem, que contava com apenas 2% de apoio popular na última enquete divulgada pelo instituto Cedatos/Gallup.

O ex-presidente León Roldós, impulsionado por uma coalizão eleitoral social-democrata, liderava a pesquisa com 20%.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host