UOL Notícias Notícias
 

23/05/2006 - 14h08

Humala diz que pode haver fraude no segundo turno no Peru

Lima, 23 mai (EFE).- O candidato à Presidência do Peru Ollanta Humala disse que pode haver fraudes no segundo turno de 4 de junho, em que disputará com Alan García, e em resposta os partidários de seu rival o acusaram de rebelde e antidemocrático.

Humala afirmou na segunda-feira na cidade de Cerro de Pasco, a leste de Lima, que teme que haja uma fraude eleitoral no segundo turno, segundo a emissora "Rádio Programas del Perú".

Humala lembrou que o partido da ex-candidata presidencial Lourdes Flores denunciou que o Partido Aprista Peruano (PAP) conseguiu chegar à disputa do segundo turno com uma fraude, após o pleito de 9 de abril no qual nenhum dos candidatos conseguiu a maioria absoluta.

Em resposta, o secretário-geral do PAP, Mauricio Mulder, disse hoje à mesma emissora que as denúncias da suposta fraude de Humala refletem que ele "já se sente um perdedor" e que "não tem vocação democrática". Mulder pediu a Humala que respeite o resultado do segundo turno.

Uma pesquisa divulgada na segunda-feira pela cadeia "Frecuencia Latina" revelou que García obteria 58% dos votos válidos e Humala, 42%. Entre 10% e 18% dos 1.121 entrevistados votariam em branco ou nulo. García e Humala obtiveram 24,33% e 30,62% dos votos no primeiro turno, respectivamente.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host