UOL Notícias Notícias
 

26/05/2006 - 02h47

Hill pede volta da Coréia do Norte ao diálogo sobre crise nuclear

Seul, 26 mai (EFE).- O secretário de Estado adjunto americano, Christopher Hill, recomendou hoje à Coréia do Norte que volte às conversas multilaterais, estagnadas há sete meses, para solucionar a crise nuclear.

Hill, principal negociador americano para a crise coreana, chegou ontem à noite à Coréia do Sul, depois de visitar a China. Ele analisou a situação com as autoridades dos dois países.

Na sua entrevista, Hill se mostrou preocupado por não detectar sinais de que o regime norte-coreano pretenda reatar o diálogo sobre o seu programa nuclear.

O secretário de Estado adjunto americano lembrou a importância de manter uma estreita cooperação com os países envolvidos no diálogo.

O representante sul-coreano, Chun Young-Woo, concordou com a necessidade de repassar os temas mais polêmicos para não bloquear novamente as negociações, quando elas forem retomadas. O futuro da negociação está nas mãos da Coréia do Norte, observou.

A crise começou em outubro de 2002, quando os EUA acusaram a Coréia do Norte de retomar seu programa nuclear com fins militares.

Para tentar resolver o conflito, as duas Coréias, EUA, Japão, China e Rússia promoveram cinco rodadas de negociações. A última foi em Pequim, entre 2003 e 2005.

No entanto, a Coréia do Norte abandonou o diálogo em novembro. Na ocasião, os EUA estabeleceram sanções econômicas por suposta lavagem de dinheiro e falsificação de dólares.

Pyongyang diz que voltará às conversas se os EUA suspenderem as sanções. Mas Washington exige o retorno incondicional.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host