UOL Notícias Notícias
 

07/06/2006 - 04h08

Ministro da Defesa manda resolver caso de palestinas feridas

Jerusalém, 7 jun (EFE).- O ministro da Defesa israelense, Amir Peretz, determinou hoje que seja decidido rapidamente o financiamento do tratamento médico da menina e de sua tia palestina feridas gravemente há cerca de duas semanas num ataque aéreo israelense contra um ativista da Jihad Islâmica na Cidade de Gaza.

Segundo o Ministério da Defesa, um comitê especial vai se reunir em breve para aprovar o financiamento do tratamento médico. Enquanto isso, o hospital de Tel Hashomer, no distrito de Tel Aviv, deverá continuar cuidando das duas.

A decisão do Ministério da Defesa atende a pedidos apresentados, entre outras organizações, pelos Médicos pelos Direitos Humanos de Israel.

Mariam Hani, de 3 anos e meio, e sua tia Nahed, agora paralíticas e conectadas a uma maquina de respiração artificial, perderam três membros de sua família no ataque israelense.

O Exército israelense deteve hoje em Ramala dois ativistas da Frente Popular para a Libertação da Palestina (FPLP) supostamente responsáveis pela morte há dez anos de dois colonos do assentamento cisjordaniano de Beit El.

Ibrahim Alkam e Ibrahim Hani foram detidos após o ataque pelas forças de segurança palestinas e depois postos em liberdade, informou a rádio pública israelense.

Além disso, soldados do Exército israelense detiveram esta madrugada na Cisjordânia 11 palestinos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h50

    -0,14
    3,142
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h52

    0,45
    69.026,30
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host