UOL Notícias Notícias
 

07/06/2006 - 21h58

Toledo: Peru já não precisa lutar contra o autoritarismo

Lima, 7 jun (EFE).- O presidente do Peru, Alejandro Toledo, disse hoje que seu país já não vive o período da "democracia contra o autoritarismo", ao destacar que a eleição presidencial realizada recentemente foi um sinal evidente de maturidade institucional.

Indicou que democracia significa alternância, e que a presença de um "virtual presidente" permitiu ao Peru enviar uma mensagem ao mundo de que a nação vive um período de tranqüilidade política.

O ex-governante Alan García (1985-90) ganhou no último domingo o segundo turno presidencial ao vencer o nacionalista Ollanta Humala.

Toledo acrescentou que "é importante unir esforços" para fortalecer a democracia e suas instituições. O governante peruano fez as declarações em discurso pelo Dia da Bandeira, em homenagem ao herói da guerra contra o Chile (1879-1883), Francisco Bolognesi.

O governante, cujo mandato termina em 28 de julho próximo, pediu ainda que "as feridas da campanha" eleitoral não dividam o Peru.

"Não podemos refundar o Peru de cinco em cinco anos", disse Toledo, em alusão ao período de duração do mandato presidencial.

Por outro lado, Toledo defendeu uma maior unidade entre os membros da Comunidade Andina (CAN) para cumprir com o objetivo de deixar aberta a negociação para um acordo comercial com a União Européia. "Não há razões para que Colômbia, Equador, Bolívia, Venezuela e Peru não se entendam. Necessitamos buscar novos mercados", acrescentou Toledo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host