UOL Notícias Notícias
 

21/06/2006 - 13h57

Grávida morre em ataque aéreo errado israelense, dizem palestinos

Gaza, 21 jun (EFE).- Um avião não tripulado da Força Aérea israelense disparou hoje um míssil que provocou a morte de uma palestina que estava no sétimo mês da gravidez, disseram fontes sanitárias.

O ataque ocorreu ao sul da cidade de Khan Yunis, na Faixa de Gaza.

Além de matar a palestina, identificada como Fatima Ahmed, o míssil feriu outros treze civis, entre eles o marido dela, várias crianças e os avôs destas, disse o diretor de emergências do hospital de Khan Yunis, Nasser al-Azaar, que acrescentou que o estado de dois dos menores é grave.

O míssil, que tinha como alvo aparente um carro onde estavam milicianos palestinos, atingiu a porta da casa da família, segundo fontes de segurança da Autoridade Nacional Palestina (ANP).

Os milicianos escaparam ilesos do ataque, realizado um dia após outro similar, no qual morreram três menores de 5, 6 e 16 anos no acesso ao campo de refugiados de Jebalia, norte de Gaza. O ataque desta quarta-feira tinha como alvos milicianos das Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa.

Esses milicianos, segundo as autoridades militares de Israel, pretendiam ir de carro em direção a uma região a partir da qual disparariam foguetes de fabricação caseira Qassam contra localidades de Israel. Um deles ficou ferido.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host