UOL Notícias Notícias
 

22/06/2006 - 06h37

Aumenta alerta policial em Manila por medo de atentados

Manila, 22 jun (EFE).- A Polícia Nacional das Filipinas (PNF) aumentou o alerta na região da capital diante de supostas ameaças de atentados de grupos extremistas muçulmanos, anunciou hoje o diretor da corporação, Vidal Querol.

"Temos recebido relatórios recorrentes sobre novas ameaças por parte dos terroristas e não correremos riscos", disse Querol, em referência aos grupos Jemaah Islamiya, Abu Sayyaf e Rajah Solaiman.

A Polícia anunciou ontem à noite que havia recebido "informes de que os terroristas tentarão promover ações, inclusive atentados" e a capital "é o objetivo mais provável".

O comando policial reforçou a segurança de hotéis e shoppings, com cachorros e unidades especiais. O grupo Abu Sayyaf foi responsabilizado por vários atentados na capital filipina e em outras partes do país, principalmente em Mindanao. Em abril, a Polícia invadiu uma suposta casa do grupo em Manila, onde apreendeu armas e explosivos.

O edifício RCBC Plaza, no distrito financeiro de Makati, onde ficam várias embaixadas (Austrália, Canadá, África do Sul, União Européia) e uma representação das Nações Unidas, já havia recebido uma ameaça de bomba de um grupo desconhecido, o Tabak.

A ameaça foi enviada por e-mail a representantes da imprensa local. Mas não foi levada a sério e as delegações diplomáticas não ordenaram a evacuação do edifício.

"Acho que foi um trote de duas ou três pessoas. Parece que a mensagem foi escrita por alguém com um bom nível de inglês, talvez um funcionário. Não é obra de terroristas", explicou o superintendente Wilfredo García.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h10

    -0,53
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h19

    0,62
    63.621,57
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host