UOL Notícias Notícias
 

29/06/2006 - 12h16

Polícia italiana detém vinte membros de organização mafiosa

Roma, 29 jun (EFE).- A Polícia italiana deteve hoje vinte supostos membros da Stidda, uma organização mafiosa que opera no sul da Sicília e que é rival da poderosa Cosa Nostra, a histórica máfia siciliana, segundo fontes oficiais.

As detenções foram ordenadas pela Direção Antimáfia do Distrito de Palermo, que apresentou aos detidos, todos eles de entre 21 e 48 anos, acusações que vão de associação mafiosa a extorsão e tráfico de drogas.

Em entrevista coletiva, o promotor-chefe de Caltanissetta (centro da Sicília), Francesco Messineo, explicou que a Stidda é "uma organização potente e consolidada" na Sicília, que "tem sua força na capacidade de se reproduzir, apesar das numerosas detenções que nos últimos tempos dizimaram suas fileiras".

A operação policial desmantelou uma rede de extorsão deste grupo mafioso, que impunha aos comerciantes e empresários sicilianos da região o pagamento do "pizzo", o imposto mafioso.

Além das detenções, os carabineiros apreenderam várias armas, entre elas uma carabina, um fuzil e duas pistolas de grande calibre, e muita munição.

Os investigadores da Direção Antimáfia do Distrito de Palermo acham que algumas destas armas podem ter sido utilizadas em vários assassinatos cometidos na década de 90, quando uma guerra entre clãs da Stidda e da Cosa Nostra deixou mais de 20 mortos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,22
    3,142
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,67
    70.477,63
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host