UOL Notícias Notícias
 

28/08/2006 - 13h43

Alemanha nega mediação em troca de prisioneiros no Líbano

Berlim, 28 ago (EFE).- O ministro alemão de Relações Exteriores, Frank Walter Steinmeier, negou hoje que Berlim atue como mediadora nas negociações para uma troca de presos entre Israel e o Hisbolá.

Steinmeier afirmou após uma reunião na capital alemã com a ministra israelense de Relações Exteriores, Tzipi Livni, que as informações publicadas pelo jornal egípcio "Al-Ahram" que falam de uma possível operação de troca de prisioneiros "não têm fundamento algum".

Segundo ele, a Alemanha não recebeu nenhum pedido "nem da parte israelense nem da parte libanesa" para que atue como mediadora nas negociações de troca de presos.

Livni, que também se reuniu hoje em Berlim com a chanceler alemã, Angela Merkel, lembrou que Israel considera imprescindível a libertação dos dois soldados israelenses seqüestrados no dia 12 de julho, ao afirmar que "um povo inteiro espera o retorno deles".

A ministra israelense conversou com Merkel e com Steinmeier sobre a aplicação da resolução 1701 do Conselho de Segurança da ONU, que permitiu o cessar-fogo.

Além disso, foi discutida a participação da Alemanha no reforço da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (Finul).

Merkel afirmou hoje a Livni que o Governo alemão tomará "rapidamente" uma decisão sobre sua participação na missão das Nações Unidas e a data na qual fará isto para alcançar "uma paz duradoura" no Oriente Médio.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host