UOL Notícias Notícias
 

28/09/2006 - 20h50

Lula não comparecerá ao debate de hoje, último antes das eleições

Brasília, 28 set (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu não comparecer hoje ao último debate antes das eleições de domingo, chegando ao fim da campanha sem ter encarado seus adversários.

O debate de hoje ocorrerá nos estúdios da "Rede Globo" no Rio de Janeiro e deve ter uma audiência de entre 35 e 40 milhões de espectadores. O comitê de campanha de Lula comunicou que o candidato mais bem situado nas pesquisas não estará presente. Lula não participou de nenhum dos debates com os outros candidatos, alegando que tem o dever de "preservar" a instituição da Presidência da luta eleitoral.

Hoje, no entanto, até alguns de seus ministros disseram que era possível que Lula comparecesse.

Durante todo o dia houve uma expectativa enorme em torno de um provável comparecimento de Lula, sobretudo devido às dúvidas surgidas nos últimos dias em seu comitê de campanha, onde se temia pelo possível efeito de sua ausência, mas também de sua presença.

Segundo fontes do comitê, havia quem pensasse que, se Lula não comparecesse, a bancada vazia com seu nome e a impossibilidade de responder a certas críticas dos outros candidatos seriam mal recebidas pelo eleitorado.

Por outro lado, havia quem temesse que, caso Lula estivesse presente, fosse arrastado a duras discussões sobre corrupção e escândalos da atual campanha, que também poderiam custar votos ao atual presidente.

Até agora, as pesquisas apontam que Lula será reeleito no domingo com cerca de 50% dos votos, mas se perder uma pequena percentagem pode ser obrigado a ir a um segundo turno. É nisso que a oposição aposta para ganhar quase um mês a mais de campanha, pois a volta às urnas seria no dia 29.

A decisão final, segundo fontes consultadas pela Efe, foi tomada após uma longa conversa da qual participaram alguns dos ministros mais próximos a Lula, que preferiram evitar o risco da presença no debate.

A intenção agora, segundo as fontes, é manter o cenário tal como está até domingo e evitar que Lula se envolva em discussões para defender seu Governo dos escândalos de corrupção surgidos durante o último ano e meio.

Também se quer impedir que seus adversários explorem o escândalo desatado há 15 dias, quando se soube que membros de seu comitê de campanha tentaram comprar um dossiê com acusações de corrupção contra candidatos do PSDB.

Assim como foi anunciada a ausência do presidente no debate, foi confirmado que Lula estará presente em um ato de encerramento de campanha em São Bernardo do Campo, onde começou sua vida sindical.

O debate será iniciado às 22h30, pouco depois do ato de Lula, durará cerca de duas horas e marcará o final da campanha para as eleições de domingo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h29

    -0,18
    3,130
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h35

    -0,81
    75.375,44
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host