UOL Notícias Notícias
 

09/10/2006 - 00h15

Governo e oposição cantam vitória após primeiro debate

São Paulo, 8 out (EFE).- O Governo e a oposição se consideraram vencedores do debate de hoje entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PSDB) e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), que no dia 29 deste mês disputarão o segundo turno das eleições presidenciais.

"Foi um debate muito bom porque permitiu a comparação de personalidades políticas e de referências éticas, e Lula sem dúvidas saiu fortalecido", disse à Efe o ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, que da mesma forma que a maioria de seus colegas no Governo assistiu ao debate nos estúdios da TV "Bandeirantes" em São Paulo.

Para o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, do PFL, que formou a "Coalizão por um Brasil decente" com os tucanos, Alckmin foi quem "mostrou que conhece perfeitamente os problemas do país, que tem soluções para eles e que tem condições para ser um grande presidente", afirmou à Efe.

Lula e Alckmin debateram durante duas horas e meia os assuntos de interesse para o país, como saúde, educação e economia, mas a maior parte do tempo foi tomada por discussões sobre os escândalos de corrupção que atingiram o PT e pessoas próximas ao presidente.

"Foi um debate previsível, tenso, muito duro no começo, mas depois encontrou a forma adequada, que foi a discussão das propostas de cada candidato", opinou o presidente da Câmara dos Deputados, Aldo Rebelo (PC do B), que apóia Lula.

O ministro do Turismo, Walfrido dois Mares Guia, destacou que o debate de hoje foi o primeiro a ter a participação de um presidente da República, o que qualificou como "uma amostra de confiança de Lula, uma amostra de confiança em seu programa de Governo".

Lula não participou dos debates prévios ao primeiro turno eleitoral, realizado no domingo passado, sob o argumento de que representa a instituição presidencial e que como tal não podia expor-se a ataques de seus rivais. No entanto, ao ver fracassado o seu projeto de ser reeleito já no primeiro turno, o petista decidiu comparecer aos debates com o candidato do PSDB.

Dirigentes da oposição também se mostraram satisfeitos com o primeiro debate entre os dois candidatos à Presidência e asseguraram que Alckmin conseguiu hoje garantir novos votos para 29 de outubro.

O governador eleito de São Paulo, José Serra (PSDB), disse que foi um debate "duro", no qual seu correligionário "teve melhor desempenho".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host