UOL Notícias Notícias
 

16/10/2006 - 17h49

Rangel diz que Venezuela "ganhou" batalha em luta por vaga no CS

Madri, 16 out (EFE).- O vice-presidente venezuelano, José Vicente Rangel, disse hoje em Madri que, qualquer que seja o resultado na disputa por uma das vagas não-permanentes no Conselho de Segurança da ONU, a Venezuela "já ganhou a batalha".

Rangel disse à Efe que a Venezuela tem participado deste processo "com muita dignidade e muita responsabilidade" e que, nele, "foi desmascarada a capacidade de pressão e de manobra do império" americano.

Hoje, na sexta votação consecutiva, a Venezuela empatou com a Guatemala na disputa pela substituição da Argentina no Conselho de Segurança.

"Foi um espetáculo grotesco", disse o vice-presidente venezuelano. Na sua opinião, os americanos "se desesperaram e de (embaixador dos Estados Unidos, John) Bolton para baixo pressionavam os diferentes países".

"Nós esperávamos por isso. Sempre pensamos neste episódio em termos de um combate corpo a corpo, o que temos feito com muita dignidade, com muita responsabilidade e colocamos em evidência que nossa política internacional é muito clara", disse o vice-presidente.

Rangel afirmou que "qualquer que seja o resultado final, ganhamos a batalha".

Sobre as declarações do candidato presidencial Manuel Rosales, que falou em uma "derrota vergonhosa" da Venezuela na votação do Conselho de Segurança, Rangel disse que é o "caso típico do venezuelano que se alegra com a derrota de seu país".

"Isso revela a qualidade de dirigente e de homem que é, uma roseira murcha que cresce como a mandioca, para baixo", disse Rangel sobre o candidato da oposição venezuelana com mais probabilidades de disputar com o presidente, Hugo Chávez, as eleições de 3 de dezembro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h29

    0,15
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h36

    -0,61
    63.693,33
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host