UOL Notícias Notícias
 

13/11/2006 - 11h30

Cerca de 90 mil russos morrem por ano devido a drogas ou álcool

Moscou, 13 nov (EFE).- Mais de 90 mil pessoas morrem a cada ano na Rússia por causa de intoxicações por consumo de drogas ou bebidas alcoólicas, informou hoje o serviço federal russo de controle sobre o narcotráfico.

O número de mortos na Rússia por essas causas "é várias vezes superior ao de mortos em catástrofes, acidentes de trânsito e situações de emergência", indicou um representante desse serviço, Alexandr Mikhailov.

Segundo dados oficiais, cerca de 8 mil drogados morrem na Rússia por overdose de narcóticos, mas "os especialistas elevam esse número a 70 mil pessoas", disse Mikhailov, citado pela agência "Interfax".

Em 2005, o Ministério da Saúde da Rússia situava as mortes de drogados em pelo menos 3.500 ao ano.

O serviço russo de controle sobre o tráfico de drogas calcula que no país há 6 milhões de viciados em drogas e que o "mercado negro" de entorpecentes movimenta US$ 15 bilhões.

Mikhailov disse que nos últimos três anos se observa no país uma diminuição no aumento do número de drogados, pois a alta nesse período foi de 0,5%, enquanto nos anos anteriores chegava a 25%.

Ao mesmo tempo, o serviço federal destaca que a toxicomania afeta uma população cada vez mais jovem: se antes as drogas eram provadas pela primeira vez entre 14 e 15 anos, agora é experimentada por crianças de 11 ou 12 anos no país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host