UOL Notícias Notícias
 

16/11/2006 - 14h43

Bemba rejeita vitória de Kabila e anuncia que recorrerá

Kinshasa, 16 nov (EFE).- O vice-presidente congolês, Jean-Pierre Bemba, rejeitou hoje os resultados das eleições, que dão a vitória ao presidente Joseph Kabila, mas anunciou que recorrerá às vias legais.

"Não posso aceitar estes resultados, porque estão longe de refletir a verdade das urnas", afirmou Bemba em comunicado. "Usarei todos os canais legais para que seja respeitada a vontade de nosso povo", disse. Esta é a primeira declaração de Bemba após a divulgação dos resultados provisórios do segundo turno das eleições presidenciais, disputadas em 29 de outubro.

A Comissão Eleitoral Independente informou na quarta-feira que Kabila, no poder desde janeiro de 2001, obteve 58,05% dos votos, enquanto Bemba ficou com 41,95%.

Estes dados devem ser revisados ainda pela Corte Suprema antes que seja declarado o presidente eleito, uma decisão que deve ser divulgada antes do fim do mês, assim que forem analisadas as impugnações que possam ser apresentadas.

A postura de Bemba foi divulgada depois que se anunciou uma reunião do candidato presidencial derrotado com os dirigentes de seu grupo político, o Movimento para a Libertação do Congo.

A situação em Kinshasa e no resto do país é de tranqüilidade, segundo as emissoras de rádio regionais, em contraste com os tiroteios que ocorreram em agosto na capital após a divulgação dos resultados do primeiro turno. Trinta pessoas morreram nos protestos.

As eleições legislativas realizadas em 30 de julho, coincidindo com o primeiro turno presidencial, e o segundo turno das presidenciais de 29 de outubro foram as primeiros eleições plurais e livres no país desde sua independência da Bélgica, em 1960.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host