UOL Notícias Notícias
 

11/12/2006 - 16h26

Haniyeh consegue US$ 250 milhões de ajuda do Governo iraniano

Gaza, 11 dez (EFE).- O primeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Ismail Haniyeh, concluiu hoje uma visita de quatro dias no Irã, onde teve "frutíferas conversas" com o Governo de Teerã, que prometeu uma ajuda de US$ 250 milhões para suas gestões.

Em declarações a um correspondente do portal do movimento islâmico Hamas, Haniyeh informou que, em 2007, o Irã doará US$ 100 milhões ao Governo da ANP para pagar os salários dos funcionários dos ministérios de Bem-estar Social, Trabalho e Agricultura durante os primeiros seis meses do ano.

Além disso, pagará durante seis meses o equivalente a US$ 100 mensais a 50.000 trabalhadores de Gaza que perderam seus postos de trabalho em Israel e atualmente estão desempregados.

Outra promessa foi a de importar azeite de oliva produzido por agricultores palestinos da Cisjordânia ocupada e de Gaza no valor de US$ 5 milhões, a fim de estimular o setor rural.

"Conseguimos grandes conquistas e se cumpriram todas nossas expectativas", disse Haniyeh. "Esta foi uma visita histórica e frutífera", acrescentou.

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, também prometeu a Haniyeh pagar o salário dos prisioneiros palestinos reclusos em Israel, cujo número é calculado em cerca de 10.000.

O portal do Hamas também informa que o primeiro-ministro - cujo Governo na ANP está em meio ao boicote de parte de seus doadores freqüentes, entre eles União Européia (UE) e Estados Unidos - disse que as autoridades iranianas pagarão o custo de 300 veículos para uso dos funcionários governamentais, ao custo de US$ 3 milhões.

"No Irã, recebi todo o amor para nosso povo palestino", disse Haniyeh, ao iniciar vôo para Cartum, capital do Sudão, onde finalizará a primeira viagem fora de Gaza desde que assumiu suas funções, em março passado, e que o levou ao Egito, Síria, Cata e Irã.

Durante a visita ao Catar, também foi anunciado que esse país do Golfo Pérsico prometeu uma doação de US$ 40 milhões para pagar os salários do pessoal do Ministério da Educação da ANP, que está em greve há mais de três meses pela falta de pagamento.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host