UOL Notícias Notícias
 

15/12/2006 - 16h31

Irã: Grupos ultraconservadores discutem metodologia de apuração de votos

Teerã, 15 dez (EFE).- Dois importantes grupos da corrente ultraconservadora discutiram a metodologia de apuração dos votos nas eleições municipais iranianas que acontecem hoje, segundo a agência de notícias estudantil "Isna".

Mehdi Chamran, à frente da "Grande Coalizão" que se apresentou às eleições municipais, opta pela apuração manual, enquanto Mojtaba Samare Hashemi, diretor do Comitê Eleitoral do Ministério do Interior iraniano, do grupo próximo ao presidente Mahmoud Ahmadinejad, prefere a apuração mecânica, informou a agência iraniana.

Os ultraconservadores que governam atualmente a Prefeitura de Teerã estão em disputa e separados em dois grupos, um que segue o atual prefeito de Teerã, Mohammed Bagher Ghalibaf, e outro alinhado ao presidente iraniano.

Esta divisão interna os impediu de apresentar uma lista conjunta nas eleições municipais de hoje.

Os partidários de Ahmadinejad são na maioria pessoas próximas, membros de seu gabinete ou do atual Conselho Islâmico da cidade.

Alguns membros deste Conselho, entre eles alguns ex-partidários de Ahmadinejad, apóiam Ghalibaf e identificam-se como "conservadores pró-reformas".

Durante a campanha eleitoral passada, este grupo acusou o Governo de Ahmadinejad de interferir nos assuntos eleitorais.

Nas eleições de hoje, serão escolhidos também membros do Conselho de Especialistas, que nomeia o Líder Supremo da República, e cinco deputados do Parlamento, entre eles dois de Teerã, para completar as cadeiras vazias do Majlis (Parlamento), formado por 295 assentos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,29
    3,167
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h30

    -0,17
    74.318,72
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host