UOL Notícias Notícias
 

18/12/2006 - 09h11

Berlusconi está em Cleveland para receber um marca-passo, segundo imprensa

Roma, 18 dez (EFE).- O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi está em Cleveland (EUA) para se submeter à implantação de um marca-passo, segundo a imprensa italiana.

O porta-voz de Berlusconi, Paolo Bonaiuti, confirmou que o ex-premier está nos Estados Unidos desde domingo para "alguns controles médicos", mas não quis dar mais detalhes sobre a cidade onde ele está.

A imprensa italiana comenta que o líder do Forza Italia está entre Houston e Cleveland, mas explica que a hipótese mais plausível é a última, uma vez que cidade abriga um importante centro especializado em medicina cardiovascular, onde trabalha o médico italiano Andrea Natale, premiado em 2004 como "um dos melhores médicos dos EUA".

O jornal "Corriere della Sera" comenta que a operação poderia ser realizada hoje e que Berlusconi passaria o Natal nos EUA para se recuperar.

A mídia italiana se reuniu em frente à Cleveland Clinic (Ohio) para acompanhar a possível cirurgia do ex-primeiro-ministro.

A equipe de colaboradores de Berlusconi não confirma a notícia da operação e seu médico pessoal, Umberto Scapagnini, assegura que a viagem aos EUA é "irrelevante" e que "seu coração está em ótimas condições".

Há alguns dias, os meios de comunicação italianos especulavam sobre a possibilidade de uma operação. A confirmação foi feita ontem, quando o presidente do partido federalista Liga Norte, Umberto Bossi, anunciou durante um comício que "Berlusconi decidiu ser operado na América".

"Peço a vocês algo diferente do habitual: mandem a ele uma salva de palmas, dêem um grande grito para que ele possa ouvir de longe", disse Bossi.

As notícias de uma viagem aos EUA começaram a surgir depois que o líder da coalizão de centro-direita Casa das Liberdades foi internado por dois dias em um hospital de Milão devido a uma leve arritmia cardíaca.

Em 26 de novembro, Berlusconi desmaiou em público enquanto pronunciava um discurso.

Segundo a imprensa, o ex-premier "não tem vontade nenhuma de colocar um marca-passo, mas ainda deve decidir". Ele afirmou que não necessita de um, porque tem "um coração de atleta", mas foi encorajado a viajar aos EUA por seus filhos, preocupados com seu estado de saúde após o desmaio.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host