UOL Notícias Notícias
 

01/01/2007 - 12h23

Filha mais velha de Saddam participa de protesto contra execução de seu pai

Amã, 1º jan (EFE).- Raghad Saddam, a filha mais velha do ex-presidente iraquiano Saddam Hussein, participou hoje, ao lado de centenas de pessoas, de um protesto realizado na Jordânia para condenar a execução de seu pai, que chamou de "mártir".

"Obrigado por sua solidariedade com o mártir", disse Raghad, que estava vestida de negro em sinal de luto, em um discurso proferido na sede da União de Sindicatos Profissionais, em Amã.

A manifestação foi organizada pelas 14 associações profissionais e pela oposição islâmica da Jordânia, dois dias após a execução de Saddam Hussein em Bagdá por crimes contra a humanidade.

Raghad vive na Jordânia com sua irmã, Rana, desde que o regime de seu pai foi derrubado pela coalizão anglo-americana em abril de 2003.

Durante o protesto, que também contou com a participação do ministro de Desenvolvimento Político da Jordânia, Mohamad al-Oran, os manifestantes gritaram palavras de ordem contra os Estados Unidos e Israel e a favor do ex-presidente iraquiano.

Alguns deles recitaram poemas de Saddam, enterrado no domingo em uma tumba próxima à de seus dois filhos, Uday e Qusay, que morreram em 2003 em um confronto com as tropas dos EUA na cidade iraquiana de Mossul.

Raghad havia pedido que o corpo de seu pai fosse enterrado temporariamente em Sanaa, capital do Iêmen, para ser levado ao Iraque após "as tropas de ocupação saírem do país".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host