UOL Notícias Notícias
 

18/01/2007 - 00h14

Seis operários hondurenhos morrem soterrados por grãos de café

Tegucigalpa, 17 jan (EFE).- Seis operários morreram soterrados por grãos de café após o desmoronamento de uma parede num armazém no norte de Honduras, informaram as autoridades.

O chefe do Corpo de Bombeiros de San Pedro Sula, Danilo Flores, disse aos jornalistas que o acidente deixou um saldo de seis mortos e três feridos, um dos quais voltou ao trabalho no mesmo dia.

Os mortos foram identificados como Mario Rosales, de 17 anos, Julián López, Wilmer Ríos, Oscar Guzmán, Miguel Ángel Quintero e Juan Ángel Ponce.

Cerca de 40 bombeiros, 30 militares e 30 voluntários participaram dos trabalhos de resgate dos corpos, que duraram nove horas, indicou Flores.

A tragédia ocorreu num estabelecimento da Companhia Hondurenha do Café (Honducafe), entre San Pedro Sula e Villanueva, no norte do país. Alguns empregados, que não foram identificados, denunciaram há vários dias que a parede que caiu estava rachada, mas os executivos da empresa ignoraram a queixa.

Um dos feridos contou que, quando menos esperavam, "houve um forte estrondo e a parede veio abaixo".

"Graças a Deus consegui sair correndo, enquanto alguns companheiros ficaram presos", acrescentou o trabalhador no hospital.

Seu corpo, da cabeça à cintura, estava ensangüentado.

O relatório preliminar do Corpo de Bombeiros diz que o armazém apresentava deficiências em seu sistema de ventilação.

O advogado da empresa, Víctor Perelló, disse aos jornalistas em San Pedro Sula que as mortes foram "um acidente de trabalho", que as vítimas eran trabalhadores temporários e que a companhia "assumirá suas responsabilidades".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host