UOL Notícias Notícias
 

23/01/2007 - 06h17

Putin espera uma política de continuidade de seu sucessor

Moscou, 23 jan (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou que espera uma política de continuidade de quem for o seu sucessor no Kremlin em 2008, quando terminará seu mandato à frente do país, o segundo consecutivo permitido pela Constituição.

"Claro, eu gostaria muito que o futuro chefe de Estado continuasse a política dos últimos anos. A julgar pelas enquetes, isto é também o desejo da arrasadora maioria dos cidadãos da Rússia", disse Putin em entrevista divulgada hoje pelo site oficial do Kremlin.

O presidente russo falou a jornalistas da Índia, país que visitará na quinta e sexta-feira.

"Nos últimos anos, nos libertamos das crises permanentes na Rússia e chegamos a uma situação de estabilidade política e econômica, de desenvolvimento econômico estável e de aumento da renda da população", ressaltou Putin.

O chefe de Estado descartou um processo de reforma constitucional que permita a ele uma nova candidatura à reeleição.

"Não posso exigir que os outros cumpram a lei se eu mesmo transgredir as normas e, em primeiro lugar, a lei fundamental do país, a Constituição", disse.

Dois homens de confiança de Putin, o vice-primeiro-ministro, Dmitri Medvedev, e o ministro da Defesa, Serguei Ivanov, lideram as enquetes de intenções de voto para as eleições presidenciais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host