UOL Notícias Notícias
 

29/01/2007 - 13h37

Saad Hariri chega a Moscou para consultas sobre aumento da tensão no Líbano

Moscou, 29 jan (EFE).- O chefe da maioria parlamentar no Líbano, Saad Hariri, chega hoje a Moscou para consultas com funcionários russos sobre o aumento da tensão no Líbano, informaram fontes diplomáticas russas.

Hariri, filho e herdeiro político do ex-primeiro-ministro Rafik Hariri, assassinado em 2005, se reunirá amanhã com o secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Igor Ivanov, acrescentou a fonte citada pela agência oficial "Itar-Tass".

O líder da "Corrente de Futuro" disse antes de viajar à capital russa que "os políticos libaneses não têm outra saída senão o diálogo" e pediu que a população "reúna-se em torno do Governo do primeiro-ministro Fouad Siniora, que conta com grande apoio internacional".

A Chancelaria russa afirmou hoje que "é premente evitar que as divergências entre os partidários do Governo e da oposição se transformem em desordens e confrontos armados".

A Rússia pediu que todas as partes em conflito "busquem uma saída para a crise com base no diálogo", já que, caso contrário, "a assistência ao povo libanês - estipulada na Conferência Internacional de Paris - não será efetiva".

As autoridades libanesas tiveram que declarar na semana passada o toque de recolher na capital, Beirute, devido aos violentos confrontos entre facções sunitas e xiitas.

Hariri, sunita e aliado de Siniora, acusou o grupo xiita pró-iraniano Hisbolá pela escalada da violência. O Hisbolá reivindica há semanas a renúncia do Governo libanês.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host